Tipos de filmadoras
Entenda o funcionamento de cada tipo de aparelho e veja qual é a melhor escolha para você

Ai gente, é tanto momento bom em nossas vidas que merece ser registrado, né? O primeiro dia do seu filho na escola, a viagem de férias da família, aquela gracinha que só o bebê mais lindo do mundo (o seu, claro) sabe fazer. Enfim, muitos!

Mas, na esperança de ter o melhor produto em suas mãos, pintam sempre algumas dúvidas técnicas. Qual o melhor processo de gravação para uma filmadora?

Vem com a Lu que eu explico tudinho!

No mercado temos as que usam desde cartões de memória (como as das máquinas fotográficas) até HDs internos como os dos computadores. A escolha começa com a determinação do seu perfil. Se você viaja muito, as mais indicadas são as com mídias removíveis como MiniDVs e Memória Flash, por exemplo. Se você exige uma qualidade final mais alta, vale a pena investir numa Full HD.

Que tal agora conhecer alguns dos tipos de filmadora?

Filmadoras com HD interno: este tipo de filmadora tem como recurso de armazenamento um disco rígido embutido. Existem modelos com HD que filmam MPEG2 em resolução standard e modelos com HD que filmam em alta definição, geralmente utilizando o formato AVCHD.

A grande vantagem neste tipo de escolha é não precisar ficar trocando de fitas ou discos toda hora. No entanto, durante uma viagem, por exemplo, se o HD ficar cheio, você terá que descarregar o conteúdo em um computador que o acompanhe na viagem.

Memória Flash: já este tipo de filmadora utiliza os cartões de memória  para armazenamento. Existem modelos que filmam em resolução standard utilizando os formatos MPEG2/MPEG4 e modelos que filmam em alta definição, utilizando geralmente o formato AVCHD. A grande vantagem é que, ao gravar em cartões de memória, este tipo de filmadora dispensa motores e mecanismos utilizados nos modelos tradicionais de fita, sendo mais silenciosos e menos vulneráveis a falhas mecânicas. No entanto, é aconselhável ter um cartão de memória com grande capacidade (8GB ou mais) para não limitar o tempo de filmagem.

DVD: neste tipo de modelo o armazenamento fica ao encargo de pequenos DVDs de 8cm. Câmeras deste tipo têm a grande vantagem de que, assim que acabar a filmagem, você pode assistir o resultado em seu player de DVD ou direto em seu PC. Novamente aqui temos o caso da capacidade de armazenamento: apenas 20 minutos no modo SP – de maior qualidade. E se você gosta de imagens com tratamento profissional, vale lembrar que as câmeras que utilizam DVDs trabalham com o formato MPEG2, de qualidade mais modesta se comparada ao AVI DV das MiniDVs.

MiniDV: e chegamos ao formato mais popular. Utiliza uma fitinha (MiniDvs) que permite a gravação com qualidade (500 linhas na resolução standard) e até 60 minutos de gravação (com possibilidade de gravação de 90 minutos nessas fitas sem perda de qualidade). Uma grande vantagem é a variedade de modelos, desde aqueles básicos até semiprofissionais ou profissionais. Existem até mesmo modelos que já gravam em alta definição (720p/1080i) utilizando o formato HDV, que tende a se popularizar.

Agora escolha a melhor filmadora para você e registre os momentos mais inesquecíveis!