Alimentos e Bebidas
Bem Estar
Casa e Decoração
Especiais da Lu
Estilo de Vida
Tecnologia

De olho nas estrelas

Conheça alguns tipos de telescópios e aprecie o universo!

Telescópio e Luneta

Atualizado em 15 Mai 23

2 min de leitura

O universo, as estrelas, planetas e a busca para ir além do que o olho humano pode proporcionar, sempre permeou nossos desejos. Diversos objetos foram criados e até espaçonaves puderam trazer para a realidade, o que era apenas ficção científica de livros e filmes.

 

Mas hoje nós podemos pesquisar e tentar enxergar algo a mais no universo em nossa própria casa, com um bom e preciso telescópio. Ele permite visualizar longas distancias, que a olho nu nunca conseguiríamos. Isso porque ele coleta a luz dos objetos, focaliza duplamente os raios de luz coletados e transforma em uma imagem óptica real, com ampliação geométrica.

 

 

Para escolher um bom telescópio, boas noções de fotografia podem ajudar, já que os detalhes de sua composição são semelhantes aos das máquinas fotográficas. Sua abertura é o item fundamental na hora da escolha, já que determina o brilho e definição do ponto ser observado, através do diâmetro da lente.

 

A média de aumento de um telescópio é de 20 vezes por centímetro, o tamanho do objeto, na abertura do aparelho. A distância que deseja percorrer com a visualização também é muito importante, já que através dela pode-se escolher o que possui maior e melhor abertura de lente.

 

Há três tipos de telescópios: o refrator, o refletor e o catadióptrico.  Os refratores possuem abertura pequena, são muito usados pelos iniciantes e os mais comerciais. Seus tubos são mais fechados e possuem boa nitidez para observar a lua e planetas próximos.

 

Os refletores são mais pesados, usando um espelho côncavo e um par de espelhos para produzir uma imagem não invertida, e sua abertura é bem maior.

 

Os catadióptricos são computadorizados e permitem uma visualização do objeto desejado, através de um código que o busca automaticamente.  Seu uso já é profissional.

 

Opções não faltam para você apreciar o universo. Então aproveite e descubra mais do que o seu olho consegue enxergar!