Alimentos e Bebidas
Bem Estar
Casa e Decoração
Especiais da Lu
Estilo de Vida
Tecnologia

Som e a sua qualidade

Som e a sua qualidade

Saiba como avaliar as condições sonoras de seus aparelhos

Vitrola / Toca-Disco

Atualizado em 1 Out 9

2 min de leitura

                  

Gente, a música tá no nosso dia a dia, né? Seja pra relaxar ou animar o ambiente é sempre bom ter um som de qualidade! Na hora de escolher um bom equipamento, é bom entender alguns detalhes. Vem comigo que eu explico tudinho!

Som x ruído
Pra começar, você tem que saber a diferença entre som e ruído. Vou começar pelo ruído. Ele pode ser entendido como o som causado por um objeto que vibra muito, usando um número grande de frequências ao mesmo tempo. Um bom exemplo que vem direto da natureza é o trovão.
Quando um equipamento está desajustado, ele acaba prejudicando a voz dos cantores e até a batida da música. Então você pode nem ouvir a música que tanto gosta por causa dos famosos barulhos.

O ponto de vista dos especialistas
Você sabia que existe um profissional para avaliar os sistema de som? O nome dessa função é Revisor Crítico de Equipamentos de Áudio (RCEA). O trabalho deste especialista é passar com palavras ao consumidor suas sensações ao usar o equipamentos para ouvir música, ajudando na compreensão dos recursos e comparações entre produtos.

Um bom sistema não depende só de um bom equipamento, mas também do ambiente, sistema elétrico e até mesmo dos programas que você usa pra fazer o equipamento funcionar.

Como avaliar um equipamento?
Na hora de ver se o equipamento é bom, você tem que olhar duas coisinhas: potência e impedância.

A potência deve ser sempre avaliada no aparelho de reprodução e não nas caixinhas de som. A potência das caixas determina apenas a sua compatibilidade e deve ser sempre igual ou superior a potência do equipamento, tá?! Essa potência é medida em watts. 

Mas tem também a  RMS (Root Mean Square ou Potência Média Contínua) que é a potência média do aparelho de som, e ela mostra o volume máximo em que o aparelho funciona sem distorções no áudio.

Ah, tem também a potência PMPO. Ela não é considerada adequada para se medir a qualidade de um equipamento, viu?! Ela significa somente o pico de volume.

E a impedância de saída? Gente, ela é analisada nas caixas de som e medida em ohms. Essa medida está ligada à resistência ? quanto maior o número, menor a potência obtida no amplificador. O cuidado com a compatibilidade da impedância também deve ser tomado, do contrário podem ocorrer perdas na qualidade ou até mesmo danos no equipamento. 

Outros recursos!
E pra terminar, muitas caixas de som tem recursos bem bacanas, olha só:

Equalização pré-definida: tipos pré-definidos de equalização é feita de acordo com o estilo musical.

MP3 Optimize: usando este recurso, você ganha qualidade na hora de reproduzir suas músicas em MP3.

Reforço dos graves: função que realça o desempenho dos sons graves, aumentando a potência do som.

Surround: proporciona um efeito tridimensional no som, tipo de cinema, sabe?!

Quer curtir um bom som? Então fique de olho nas minhas dicas!