Alimentos e Bebidas
Bem Estar
Casa e Decoração
Especiais da Lu
Estilo de Vida
Tecnologia

Os 5 sinais de que sua ração está fazendo mal para o seu pet

Os 5 sinais de que sua ração está fazendo mal para o seu pet

Saiba quais são os 5 sinais de que sua ração está fazendo mal para o seu pet e como escolher a melhor ração para ele.

Cachorros

Atualizado em 4 Jun 24

5 min de leitura

Gente, quem tem ou quer um animalzinho de estimação, como cachorro, precisa caprichar numa ração de qualidade, viu? Isso porque é dela que o patudo vai tirar todos os nutrientes pra se manter forte e saudável! O bom é que dá pra encontrar vários tipos desse item de pet shop. Mas nem sempre o cão vai se adaptar bem com a alimentação e pode passar mal. Quer saber mais sobre isso? Vem comigo!

 

Os 5 sinais de que sua ração está fazendo mal para o seu pet 

Cães e cadelas costumam ser pets que adoram comer, pedir petiscos e fazer aquela carinha de fome mesmo depois de devorar um pote cheinho de ração, né? 

 

Porém, às vezes acontece do animal não se dar bem com o alimento, começar a se interessar menos pela hora das refeições e até ficar triste e sem vontade de brincar.

 

Nessa hora, é muito importante ficar de olhos atentos em alguns sinais que vão te ajudar a identificar se a ração tá causando desconforto ou até uma mudança na saúde do seu companheiro. 

 

Pra isso, eu separei dicas que vão dar um sinal do que pode tá acontecendo. Olha só!

 

Sinal 1: O seu pet está com sobrepeso ou obesidade  

Gente, assim como em humanos, o excesso de peso nos animais pode levar a diabetes, doenças cardíacas, problemas articulares e diminuição da expectativa de vida. Daí a importância de cuidar da dieta do cachorro ou gato pra evitar ao máximo essa situação. 

 

Confira a forma do corpo do seu pet. Ele deve contar com uma cintura definida quando olhado de cima e uma barriga esbelta quando visto de lado. Se o corpo parece mais redondo e você não consegue sentir facilmente suas costelas embaixo da camada de gordura, tem chance dele tá acima do peso, tá?

 

Vale também manter um registro do peso do seu pet e consultar o veterinário pra confirmar se tá dentro da faixa saudável pra raça e tamanho. Se o peso tiver aumentando, é um sinal de que ele tá ganhando gordura e uns quilos extras, hein!

 

Acompanhe ainda o nível de energia e atividade do seu pet. Notou que o animal tá se tornando mais sedentário e parece cansado facilmente? Alerta pro sinal de excesso de peso, que coloca uma pressão nas articulações e órgãos!

 

Lembre-se também de perceber se o cachorro tem dificuldade pra respirar, principalmente depois do exercício ou atividade física. Isso porque quando o pet tá acima do peso, o sistema respiratório é um dos que logo sentem, levando a apneia do sono, por exemplo.

Essa ração light é uma ótima opção pra manutenção do peso do seu cachorro

 

Sinal 2: O seu pet está com problemas de pele ou pelo  

Se o seu animal de estimação tá o tempo todo se coçando, mordendo ou lambendo certas partes do corpo, pode ser um sinal de irritação na pele, sabia? Pois é! Isso ainda costuma ser um sinal de alergias e até infecções causadas por fungos ou bactérias.

 

Outro ponto é a queda de pelo além do normal, que geralmente é um alerta de parasitas. Preste atenção se o pelo tá ficando mais fino, se tem regiões com a falta dele ou se aconteceu alguma mudança na textura dos fios.

 

Áreas de pele avermelhadas, inchadas ou com crostas reforçam a ideia de irritações, alergias ou infecções na pele. Vale checar bem as orelhas, patas, focinho e barriga, onde isso acaba acontecendo com mais frequência, tá?

 

Agora, se notar um odor forte e desagradável que não sai de jeito nenhum no pelo do seu animal de estimação, além da causa ser provavelmente a presença de parasitas, como pulgas ou ácaros, muitas vezes uma ração pobre de nutrientes contribui bastante pra esse quadro.

 

E mesmo se ele tiver se alimentando bem, mas você perceber feridas, úlceras, bolhas ou lesões na pele, é preciso levar com urgência ao veterinário e trocar o quanto antes a comida. Isso vale principalmente se a ração for de baixa qualidade!

 

Sinal 3: O seu pet está com diarreia ou prisão de ventre  

Olha, infelizmente alguns tipos de ração para cachorro podem piorar uma situação de prisão de ventre. Ou seja, quando o animal não consegue fazer suas necessidades do jeito certo, tendo muita dificuldade pra fazer cocô, por exemplo.

 

E isso é causado por baixa presença de fibra na alimentação. Se você perceber que a hora em que o cachorro quiser defecar for um momento difícil, alerta máximo pra isso, combinado?

 

Também se notar que o cocô tá muito seco ou branco, é melhor providenciar a mudança na dieta do pet. O contrário é outro sinal, como a diarreia. Alguns animais têm alergias ou são intolerantes, igualzinho como acontece com os humanos. Uma dica aqui é apostar numa ração hipoalergênica!

Essa ração hipoalergênica é a pedida certa pra cães com sensibilidade alimentar

 

Sinal 4: O seu pet está letárgico ou apático  

Já pensou chegar em casa e toda aquela alegria do seu cãozinho ter desaparecido e ele nem pular de alegria ao te ver? Sinal fortíssimo de que ele não tá legal. Um animal apático, sem vontade de nada, que passa a demonstrar poucas emoções tá muitas vezes ligado a falta de nutrientes também!

 

Se ele chegou nesse ponto, uma boa dica é trocar a ração e complementar com suplemento para cachorro, como os pra pelos e pele, energético e pra articulação. Claro que qualquer tratamento desses deve ser pelo menos conversado com um profissional!

Esse suplemento pra cães e gatos traz vitaminas, minerais, polifenóis e energia

 

Sinal 5: O seu pet está vomitando 

Vomitar é sempre um sinal de alerta, ainda mais quando se trata de pets. Se isso acontecer logo depois de alguma refeição, é fundamental checar o motivo: o animal comeu demais? A ração passou do prazo de validade ou estragou porque não foi armazenada certinho? Tem algum indício de que o alimento possa tá contaminado?

 

Pra qualquer situação dessas, contar com uma farmácia pet em casa é uma ótima ideia, viu? Itens como antitóxico cachorro, antibiótico para cachorro e anti-inflamatório para cachorro não podem faltar e ajudam bastante em vários momentos críticos. Aí sim!

 

Esse antitóxico vai na água de beber ou diretamente à boca do animal, 2 a 3x ao dia

 

Como escolher a ração ideal para o seu pet 

Olha, cachorro e gatos têm necessidades diferentes, dependendo da raça, idade, tamanho e nível de atividade. Filhotes, por exemplo, precisam de uma dieta rica em proteínas e calorias pra apoiar no crescimento. Por isso, é fundamental saber como escolher a ração ideal.

 

Já os animais mais velhos ganham cuidado extra na saúde das articulações e na manutenção do peso, tendo a ração light como uma aliada nessa fase.

 

Além disso, algumas rações são formuladas pra atender restrições, como problemas digestivos, alergias alimentares ou sensibilidades de pele. Lembre-se ainda de verificar os rótulos dos alimentos. Procure por ingredientes de qualidade, como carnes magras, grãos integrais e vegetais. Quanto mais natural, melhor!

 

Evite alimentos que tenham subprodutos de carne, corantes artificiais e conservantes, pois esses itens não são legais pra saúde do seu pet a longo prazo. Uma opção pra isso é escolher uma ração fórmula natural. Amei!

 

Essa ração com fórmula natural é feita com carnes frescas, vitaminas e minerais

 

Gostou das dicas? Aproveite e invista numa ração de qualidade pro seu pet aqui no Magazine Luiza!

 

Saiba mais

Ah, tá tendo dificuldades em fazer seu cãozinho aceitar a ração? Na matéria Como fazer seu cachorro comer ração eu separei umas dicas pra te ajudar. Já em Ração Seca e Úmida: qual a diferença? eu te mostro as principais características desses alimentos!

 

E pra cuidar certinho da alimentação do seu animal de estimação, vale a pena baixar o aplicativo MyPets! Tá disponível pra sistema operacional Android e iOS.

 

Agora pra manter a proteção do seu celular durante o uso desse e de outros apps, conte com os serviços dos nossos parceiros!